Aumento de operações de M&A no agronegócio
555
post-template-default,single,single-post,postid-555,single-format-standard,bridge-core-2.5.9,translatepress-en_US,qode-page-transition-enabled,ajax_fade,page_not_loaded,,qode_grid_1300,footer_responsive_adv,qode-child-theme-ver-1.0.0,qode-theme-ver-24.4,qode-theme-ligar design,wpb-js-composer js-comp-ver-6.4.2,vc_responsive

Aumento de operações de M&A no agronegócio

Aumento de operações de M&A no agronegócio

Em 2020, foram realizadas 39 operações de M&A no setor do agronegócio. É o que revela levantamento feito pela KPMG, que apontou um aumento de 21,8% em comparação com 2019.

M&A, sigla inglesa para “Mergers and Acquisitions”, denomina as operações de fusões e aquisições de sociedades empresárias.

Embora sejam comumente ligadas a empresas de grande porte, as operações de M&A começam a demonstrar seu potencial também para pequenos empresários, inclusive aqueles atuantes no setor do agronegócio. Afinal, trata-se de um recurso interessante para contornar a competitividade e somar estratégias negociais para atuar no mercado.

É claro que uma boa operação de M&A depende de uma escolha consciente de seus parceiros comerciais e de uma análise acurada de sua situação financeira, tributária e legal. Assim, é essencial o acompanhamento e auxílio por profissionais especialistas para reduzir os riscos e potencializar os benefícios da negociação.

Tags:
,


en_US