Exigências de reformas em prédios antigos serão alteradas
665
post-template-default,single,single-post,postid-665,single-format-standard,bridge-core-2.5.9,translatepress-en_US,qode-page-transition-enabled,ajax_fade,page_not_loaded,,qode_grid_1300,footer_responsive_adv,qode-child-theme-ver-1.0.0,qode-theme-ver-24.4,qode-theme-ligar design,wpb-js-composer js-comp-ver-6.4.2,vc_responsive

Exigências de reformas em prédios antigos serão alteradas

Exigências de reformas em prédios antigos serão alteradas

O Governo Federal editará Medida Provisória sobre reforma de edifícios antigos, com a finalidade de modernizar centros urbanos e favorecer moradias acessíveis mais próximas dos locais de trabalho. A notícia foi divulgada pelo secretário Geanluca Lorenzon, da Secretaria de Advocacia da Concorrência e Competitividade do Ministério da Economia.
A medida, que deve ser publicada ainda em 2022, terá gatilhos para revisão periódica nos planos diretores dos municípios, com o intuito de intervir quando os preços dos imóveis tiverem elevação muito significativa. Para isso, uma das possíveis estratégias é reduzir restrições de uso de imóveis para moradia em locais próximos a regiões comerciais, uma das causas da chamada segregação urbana.
Espera-se, também, que a medida contribua para a venda de imóveis da União avaliados em R$1 trilhão.

Advogado Tiago Luiz Ferreira Fernandes



en_US