Serviços podem ser utilizados como crédito para PIS/COFINS no agronegócio
595
portfolio_page-template-default,single,single-portfolio_page,postid-595,bridge-core-2.5.9,translatepress-en_US,qode-page-transition-enabled,ajax_fade,page_not_loaded,,qode_grid_1300,footer_responsive_adv,qode-child-theme-ver-1.0.0,qode-theme-ver-24.4,qode-theme-ligar design,wpb-js-composer js-comp-ver-6.4.2,vc_responsive

Serviços podem ser utilizados como crédito para PIS/COFINS no agronegócio

Tags
agronegócio, COFINS, PIS
About This Project

As empresas do agronegócio que operam no regime não-cumulativo do PIS e da COFINS podem utilizar o custo de determinados serviços como crédito para redução do valor dessas contribuições.

O PIS e a COFINS são calculados pela diferença entre os valores de entrada (crédito) e saída (débito) dos produtos. No caso de produtos agrícolas, a lei permite que o custo dos insumos seja utilizado como crédito, reduzindo o valor das contribuições.

Embora a Receita Federal só considere insumos matéria prima e outros produtos usados no processo industrial, o STJ já decidiu, de forma vinculante, que serviços também podem ser considerados insumos.

Sendo assim, recomenda-se que as empresas do agronegócio busquem consultoria jurídica especializada para evitar a perda do crédito e/ou o cálculo equivocado dos tributos.

en_US